Destaque Filmes

    TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME [2018]

    Nota: 9,5

    Três Anúncios para um Crime, filme de Martin McDonagh, é um dos longas metragem que estão disputando a estatueta de uma das categorias mais concorridas do Oscar deste ano, a de melhor filme. Nele é contada a história de Mildred Hayes (Frances ~fucking~ McDormand) que está inconformada com a ineficácia da polícia em encontrar o culpado pelo brutal assassinato de sua filha Angela (Kathryn Newton). Determinada a pôr um fim nessa situação, ela decide chamar atenção da polícia para o caso sem solução alugando três outdoors na estrada raramente usada na saída de Ebbing Missouri, onde aconteceu o crime com sua filha. Sua inesperada atitude repercute por toda a cidade e suas consequências afetam várias pessoas, especialmente o delegado Willoughby (Woody Harrelson), responsável pela investigação. Inspirado num caso que aconteceu no estado da Flórida, onde um homem se utilizou de anúncios publicitários para reclamar a falta de ação da polícia local, o longa também concorre na categoria de roteiro original.

     

    Frances McDormand, dona da p*rra toda, apenas.

     

    Três Anúncios Para Um Crime foi um filme que me deixou muito empolgado, não só pela hype levantada pelas indicações nas premiações (e pelos seus prémios, claro) mas por toda a proposta do filme em si. O roteiro do filme foge das obviedades cinematográficas já vistas. O ritmo crescente e acelerado à cada virada de arco, faz o espectador querer saber mais e mais a cada plot twist. E quantos plots meus amigos. A tempos um longa não me instigava tanto, a vontade para saber o que viria a seguir à cada cena chegava a ser agoniante. Por mais filmes assim, amém. E o que dizer desse elenco? Frances McDormand está estupenda em cena, interpretando uma mulher forte, badass e implacável em seu objetivo. Ela põe fogo, literalmente, na tela grande. Woody Harrelson e Sam Rockwell formam uma dupla perfeita como atores coadjuvantes, e suas interações com a protagonista da Frances rendem as melhores cenas do filme. Ou seja, a maioria delas, com um destaque para a redenção do personagem de Rockwell. Julguemos digna ou não. Outro trunfo do longa são os diálogos. Fortes, pontuais e poderosos eles rendem cenas que ficam na sua cabeça mesmo depois dos créditos finais da película.

     

    A dupla dinâmica formada por Harrelson e Rockwell protagonizam grandes momentos no longa.

     

    Mas como em todo bom filme, porém não perfeito, há uns furos de roteiro principalmente quanto ao discurso politicamente incorreto, vamos chamar assim na falta de palavra melhor, sobre preconceito. E digo preconceito de uma forma geral, a todo e qualquer tipo de minoria ilustrada no longa, mais especificamente contra negros e mulheres. As altas doses de humor negro do filme empregado nos diálogos racistas e muitas vezes também machistas de certos personagens foi uma pedra atirada no meu espelho de expectativas. Os alívios cômicos do longa se apropriam disso e tem que ser bem inteligente pra saber em quais momentos você deve rir deles. Definitivamente, Três Anúncios para Um Crime não é um filme para iniciantes, pois como li num comentário sobre o filme: desde o início ele coloca em prova a moral padrão e turva, bem essa questão de “justo e não moral” com “injusto mas moral”. E o longa é isso mesmo, e mesmo envolto a polêmicas ele é um dos favoritos a levar a categoria mais cobiçada da noite, no páreo junto ao belíssimo A Forma da Água de Del Toro. Façam suas apostas.

  • Destaque Literatura

    RIO 2054, FILHOS DA REVOLUÇÃO

    Rio 2054, Os filhos da revolução é  um livro de Jorge Lourenço lançado em 2013 pelo editora Novos Talentos da Literatura Brasileira. É uma ficção científica ambientada numa Rio despótica. Após…

  • Destaque Filmes

    VIVA! A VIDA É UMA FESTA [2018]

    Aí que a Disney-Pixar faz simplesmente uma das melhores animações de todos os tempos. E gente, que narrativa. Que personagens! E a trilha sonora? Bom, se você ainda não sabe do…

  • Documentários Filmes

    DUNKIRK [2017]

    Você já jogou WAR? Se sim, sabe da dificuldade que é mover os seus exércitos que estão passando por dificuldades em determinada área. (Ô, joguinho do inferno! Eu nunca ganhei :/).…